Lógicas do Empowerment Comunitário e Capital Social em Suco Biqueli, Ataúro, Dili, Timor-Leste

Zacarias Florêncio da Costa, Carlos Alberto da Silva

Resumo


O presente artigo analisa as lógicas do empowerment comunitário e os seus contextos e perspetivas no campo do capital social num processo de desenvolvimento comunitário na comunidade Suco Biqueli, Ataúro, Dili, Timor-Leste. O empowerment comunitário é perspetivado como um dos elementos centrais do próprio desenvolvimento comunitário, sobretudo no que concerne ao seu papel no estímulo à participação política das próprias comunidades no planeamento e na ação comunitária, na organização económica tendo em vista à melhoria das condições da vida, dito no sentido de qualidade da vida da própria comunidade onde vivem. Os resultados preliminares do estudo revelaram que o “poder” do capital social numa comunidade representa um dos elementos chave num processo de empowerment comunitário, sendo de considerar que o empowerment comunitário não só depende da intervenção de fora (externa), mas também do próprio “poder” e da capacitação da comunidade nas decisões no processo de desenvolvimento comunitário. Em termos gerais, os resultados do estudo sugerem que, em Suco Biqueli (Timor_Leste), a) o capital social é essencialmente fundado na confiança; b) subsistem vários desafios do processo de desenvolvimento, c) sendo vários relacionados com as necessidades básicas e imediatas da comunidade; e que d) veicula no seio da sua comunidade um empowerment comunitário como poder social no combate à pobreza.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN impresso: 2183-9220   |   ISSN eletrónico: 2184-2647

Revista Indexada no Diretório e Catálogo  do Latindex com o Folio n.º  26777

 Apoios:
CICS.NOVA

Com a colaboração técnica dos Serviços de Informática da Universidade de Évora