Passagem de turno em Enfermagem: Processo fundamental para a qualidade de cuidados

Pedro Gonçalo Bento da Silva Afonso

Resumo


O conceito de segurança detém grande importância para a melhoria da qualidade global da prestação de cuidados de saúde. Neste campo o processo de comunicação entre profissionais de saúde assume particular importância, tendo sido identificado por algumas das mais importantes instituições de controlo da qualidade em saúde como área de actuação prioritária. No presente artigo exploramos a relação entre a segurança do utente e o processo de passagem de turno em enfermagem. Determinámos que a passagem de turno tem uma duração média de 41 minutos, ocorrendo maioritariamente em locais adaptados a este momento. A informação transmitida centra-se principalmente no relato das ocorrências do turno anterior e o método mais utilizado para a transferência de informação é o verbal. Os componentes mais importantes para a passagem de turno são a Oportunidade da Informação, a Oportunidade da Reflexão Partilhada e o Envolvimento do Utente. Os factores negativos mais relevantes são os factores físicos. São apontadas medidas de melhoria para o contexto prático.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN impresso: 2183-9220   |   ISSN eletrónico: 2184-2647

Revista Indexada no Diretório e Catálogo  do Latindex com o Folio n.º  26777

 Apoios:
CICS.NOVA

Com a colaboração técnica dos Serviços de Informática da Universidade de Évora